segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

Soneto do Pensar

Não sei mais o que pensar,
Quero fazer arte em teu altar,
E para ti pronunciar,
Não mais que um soar,
De um cântico no ar,
E sim para ti soletrar,
As ternuras de um olhar,
E com um doce selar,
De um beijo a te dar,
Para te despertar,
Com um tenro luar,
As estrelas do céu e do mar,
A ti caprichar para eternamente me amar...

Nenhum comentário:

Postar um comentário